Fronius Disponibiliza Produto de Soldagem para Empreendedores

0

A história da soldagem é datada desde a Idade do Bronze. Vários artefatos eram fabricados a partir da forma primitiva de soldagem. Em 1800, o inventor químico britânico, Humphry Davy, estabeleceu um processo de soldagem, produzindo um arco com dois eletrodos de carbono por meio de uma bateira. E de lá para cá, o mercado teve uma evolução muito importante que atende às mais complexas indústrias em todo o mundo, desde petrolíferas, petroquímicas, metalúrgicas em geral, indústria naval, construção civil, entre outros.

A cada dia as empresas buscam por soldadores qualificados para atender ao mercado com eficiência e profissionalismo, ou seja, que tenha um bom conhecimento do processo, proativos e que sejam bem treinados em tecnologias avançadas de soldagem. Ela é uma das áreas mais importantes na fabricação de estruturas e componentes metálicos.

Ser soldador é uma profissão desafiadora. E preciso ter vários cuidados durante o trabalho e ter segurança. É imprescindível utilizar óculos de proteção, máscara acompanhadas por lentes protetoras, calçados de seguranças e outros dispositivos para evitar lesões oculares e queimaduras.

E para o profissional e empreendedor, a Fronius lançou máquinas pequenas e resistentes e com até 180 A (amperes). As Transpocket 150 e Transpocket 180 (foto ao lado) possuem um design moderno e ergonômico, além de serem mais eficientes e fáceis na operação. Por dispor de uma construção elétrica do tipo inversora tem um aproveitamento de mais de 90% de energia em relação ao extraído da tomada e entregue durante a soldagem. Por este motivo também pode ser ligada em qualquer tomada doméstica, industrial ou até mesmo em um pequeno gerador sem causar sobrecarga na rede.

De acordo com Claudio Sá, gerente da Unidade de Negócios de Soldagem, estas máquinas por serem inversoras garantem as características perfeitas de soldagem para diversos tipos de eletrodos, propiciando regulagem mais rápida e precisa.  “Como resultado, a máquina oferece mais facilidade na abertura de arco, menos respingos além um arco voltaico extremamente estável” comenta.

Empresa de implementos tem até 65% a mais de produtividade com máquina de soldagem
Equipamento reduz cerca de 120 horas de trabalho por mês

Acelerar os processos de produção se tornou uma necessidade, especialmente, na indústria manufatureira global, um dos principais setores para a expansão da economia. Um estudo divulgado pela Federal Reserve de Saint Louis, em 2019, constatou que o setor quase duplicou o uso de robôs nos últimos 20 anos. Só no Brasil, as empresas investiram 10% a mais em tecnologias digitais, entre 2016 e 2018, de acordo com a Confederação Nacional das Indústrias (CNI).

Ao substituir tarefas repetitivas, geralmente, realizadas por um trabalhador, as células robotizadas proporcionam mais segurança, precisão e produtos com qualidade superior, sem contar que podem ser aplicadas para diversas finalidades, como: montagem, manipulação, paletização, soldagem e muito mais. Porém, um detalhe é importante: quanto maior o ciclo de trabalho, e melhor for a tecnologia de processamento e definição da qualidade do arco de solda acoplada ao robô, maior é a produtividade. De olho nesta assertividade, a Painco, líder na fabricação seriada de componentes e conjuntos soldados em chapas grossas de aço carbono, investiu na TPS 600i com PMC, um dos equipamentos mais modernos da Fronius – empresa líder mundial em inovação e tecnologia de soldagem.

“Quando compramos os robôs, algo que deixava a desejar nas fontes iniciais era a potência limitada (ciclo de trabalho), em torno de 350 amperes. Com a solução Fronius, esse problema foi resolvido. A empresa teve ganho de produtividade de até 65%”, explica Rafael Severino, engenheiro e diretor industrial da Painco. Ele conta ainda que, antes da aquisição do equipamento da Fronius, ele pensava que seria necessário investir em mais células robóticas. “A partir do momento que trocamos a fonte, verificamos que poderíamos produzir mais com o mesmo número de células que temos atualmente. E o investimento em uma solução comparado ao de uma célula robótica é muito menor. Hoje a Painco economiza 120 horas de trabalho por mês”, conta o engenheiro.

A TPS600i com PMC (foto ao lado), adquirida pela Painco, é uma máquina que combina as funções inteligentes da sua plataforma de aparelhos com as vantagens do processo de soldagem mais estável. Em especial, a Curva Sinérgica PMC traz um avanço significativo do uso da transferência metálica do tipo pulsada, com uma transferência multicontrolada do arco pulsado, que permite o aumento significativo da velocidade de soldagem, e com um controle tão preciso, que além de diminuir o aporte de calor ao processo, diminui sensivelmente a emissão de respingos. Seu processo de soldagem reduz visivelmente a aplicação de calor em comparação aos outros métodos de soldagem MIG/MAG e traz resultados melhores, pois as matérias-primas são livres de respingos, com menos perdas para o empreendedor e maior economia de tempo. Em combinação com a fonte de solda inteligente TPS600i, surgem ainda áreas de aplicação mais abrangentes: diversas possibilidades de ajuste, por exemplo, permitem regular a aplicação de calor na soldagem de maneira mais precisa, bem como otimizar a capacidade de ponte e o perfil de queima.

“Temos um orgulho imenso de desenvolver tecnologias tão diferenciadas como a TPS 600i com PMC. O mercado atual precisa de equipamentos que auxiliem nos processos de trabalho, tragam mais agilidade e benefícios em geral. Por esse motivo, é importante atualizar os equipamentos com novas funcionalidades e criar outros mais inovadores”, comenta Cláudio Sá, gerente da Unidade de Negócios de Soldagem da Fronius.

Fronius lança aplicativo que facilita instalação e manutenção de equipamentos

Acaba de anunciar o lançamento do app Fronius do Brasil. O aplicativo é uma iniciativa da unidade de negócios de Energia Solar, que promete auxiliar instaladores de todo o Brasil e está disponível para download na Play Store (Android) e Apple Store (iOS).

Dentre as funções disponíveis estão: tutoriais de instalação, dados técnicos dos equipamentos, dicas para solucionar os status dos inversores, encontrar os distribuidores e FSP (Fronius Solution Partner – Parceiros de Soluções Fronius) autorizados, manuais, certificações e muito mais. “O app funciona como uma central de suporte técnico. Nosso objetivo é ajudar o instalador durante o seu trabalho em campo, reduzir o tempo na resolução de problemas e garantir mais segurança aos técnicos de instalação, já que o aplicativo dirá de forma mais rápida, qual é o status e a solução a ser aplicada”, explica o gerente de Customer Service da Fronius do Brasil, Lucas Ribeiro.

Acesse: www.fronius.com.br

Sistema de soldagem da Fronius minimiza custos operacionais de produção de cana e álcool

A tecnologia estará presente na Fenasucro & Agrocana de Ribeirão Preto, além de demonstrações de soldagem manual

Na feira, a Fronius expos o sistema de soldagem de revestimento Arcing (foto ao lado) destinado especificamente para o agronegócio. Um equipamento à prova d’água, desenvolvido para realizar soldagem em frisos dos rolos de moendas das usinas de açúcar e álcool. Por dispor de automação inteligente, reduz riscos de acidentes graves dos profissionais durante a manutenção. O objetivo é minimizar ao máximo os custos operacionais da produção de cana e etanol, que muitas vezes são maiores do que o ganho total.

É um equipamento extremamente fácil de manipular; dispõe de duas opções de trabalho (com um ou dois arames) e tochas refrigeradas, que diminuem o consumo do bico de contato – responsável pela execução da solda – além de resultar em menos paradas e menos manutenção do sistema.

“Todo o processo de reparos nos frisos pode ser realizado durante a safra, sem necessidade de paradas. Para executar a soldagem, o Arcing utiliza duas fontes de soldagens reguladas e monitoradas pelo microprocessador de cada máquina. Sua ignição perfeita impede que o arame grude no rolo na hora de desligar o arco. Se no decorrer do trabalho houver queda de energia, o profissional não precisa se preocupar. Basta acessar o programa e reiniciar a soldagem. Não há necessidade de ajustes, o que otimiza o tempo de trabalho” explica Cláudio Sá, gerente da Unidade de Negócios de Soldagem da Fronius.

Para Sá, a grande dificuldade das usinas hoje é encontrar soluções robustas que possam operar em ambientes externos e contra intempéries. “São poucas empresas que ainda dispõem de tecnologia para enfrentar as chuvas, sem contar que há muitos equipamentos no mercado que tem danos irreparáveis quando molhados. O Arcing veio para enfrentar essa dificuldade, propiciando ao produtor mais segurança, produção e rentabilidade”.

Share.

About Author

Leave A Reply