title="" />
Revista do Aço

Processos utilizados, conceitos metalúrgicos e identificação dos metais na Soldagem de Manutenção

Aço 2017/09/12 Siderurgia Nenhum Comentário
Processos utilizados, conceitos metalúrgicos e identificação dos metais na Soldagem de Manutenção

A utilização do processo Mig/Mag, teve uma grande expansão nos últimos anos motivada pelo desenvolvimento de arames sólidos e tubulares que alteram a metalurgia do depósito melhorando os aspectos protetivos do revestimento com uma maior velocidade de deposição.

Outro tipo de processo importante no setor de manutenção é o conjunto oxiacetilênico muito utilizado no setor de manutenção industrial para a soldagem de vários materiais pelo processo de brasagem. Uma evolução desse processo é o sistema gás flux que proporciona soldas limpas com maior qualidade final.

O sistema de metalização utiliza materiais metálicos e cerâmicos em pó ou arames que são fundidos e aplicados sobre superfícies preparadas. Este processo é de grande versatilidade nos setores de manutenção, revestindo peças cilíndricas e planas com baixa transferência térmica.

Atualmente é indicado o uso do sistema de corte plasma de ar comprimido nos setores de manutenção por sua versatilidade no corte dos diversos metais.

Os técnicos e soldadores de manutenção, necessitam estar sempre atentos e atualizados para poder escolher o processo de soldagem, os equipamentos e acessórios ideais, o metal de adição e a técnica adequada para cada aplicação.

Conceitos metalúrgicos

As várias ligas metálicas aplicadas na prevenção e recuperação de partes e peças são desenvolvidas através da metalurgia dos metais. A matéria conforme encontrada na natureza é constituída por várias composições químicas e mecânicas. Na soldagem de manutenção, devemos reconhecer os materiais das peças recuperadas aplicando a liga ideal.

Identificação dos metais

Existem diversos procedimentos para identificação dos metais. Os mais utilizados são:

• Aparência;

• Testes de faiscamento ou de laboratórios que determinam sua dureza;

• Composição química;

• Estrutura metalográfica.

A aparência visual fornece as primeiras informações do tipo de metal, identificando os aços ou a oxidação que poderá definir os diferentes tipos de materiais.

Um dos testes mais simples que facilita a identificação da maioria dos metais é a visualização do tipo, comprimento, quantidade e a cor da faísca desprendida da peça esmerilhada.

Tipos de desgastes

Podemos classificar os principais tipos de desgastes por:

• Abrasão;

• Erosão;

• Fricção;

• Impacto;

• Corrosão;

• Cavitação.

Conforme o metal base o tipo de desgaste selecionamos o processo e o material base ideal para cada aplicação.

Acesse: www.alusolda.com.br

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um comentário