title="" />
Revista do Aço

Usina de aço da Vale entra na reta final de obras

Usina de aço da Vale entra na reta final de obras

Orçada em US$ 5,4 bilhões (R$ 21 bilhões), a Companhia Siderúrgica do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (CE), entrou em reta final de construção diante da maior crise internacional da siderurgia. Joint venture da Vale com as coreanas Dongkuk e Posco, a empresa vai destinar 100% da sua produção para o mercado externo, hoje em nível recorde de superoferta. Cerca de 90% do projeto está finalizado. A demanda pelo aço da CSP será garantida por uma cláusula de “offtake” do acordo de acionistas, que obriga os três sócios a “retirarem” parte da produção da companhia na mesma proporção de sua fatia societária: Vale (50%), Dongkuk (30%) e Posco (20%). Os destinos finais das placas de aço devem ser Coreia, Estados Unidos e parte da Europa. O fornecimento de minério de ferro será feito exclusivamente pela Vale, que detém participação em outros dois negócios de siderurgia: a ThyssenKrupp Companhia Siderúrgica do Atlântico (TKCSA), no Rio, e a California Steel Industries (CSI), nos Estados Unidos. Instalada em uma área de 571 hectares na região metropolitana de Fortaleza, a CSP é a primeira empresa operando em um regime de Zona de Processamento de Exportação (ZPE) e conta com diversos incentivos fiscais previstos em lei.

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um comentário